Declarações Estratégicas

O Banco da Amazônia, visando se adaptar a esse novo contexto econômico, social, ambiental, tecnológico e regulatório (Lei nº 13.303/2016 e Resolução CGPAR nº 17/2016), o qual exige respostas efetivas e um contínuo alinhamento a essas transformações, reformulou seu Planejamento Estratégico para o horizonte 2017-2021, o qual contou com ampla participação dos colaboradores.

O novo Plano Estratégico do Banco reafirma seu compromisso com o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica, através das novas Declarações Estratégicas – Missão, Visão e Valores institucionais.

A nova Missão destaca o papel do Banco de Desenvolver uma Amazônia sustentável com crédito e soluções eficazes. Enquanto que a Visão demonstra seu direcionamento estratégico na busca de Ser o principal Banco de fomento da Amazônia, moderno, com colaboradores engajados e resultados sólidos, pautado por um conjunto de valores institucionais: Integridade – Ética e Transparência; Meritocracia; Desenvolvimento sustentável; Valorização do cliente; Decisões técnicas e colegiadas; Eficiência e inovação; e Comprometimento com o resultado e a gestão de riscos.

Com o novo Planejamento Estratégico, o Banco passa a ter novos objetivos estratégicos que devem direcionar a atuação e mobilização de esforços organizacionais. São eles:

Garantir resultados sólidos e crescentes;

- Manter colaboradores capacitados e motivados;
- Ter foco na eficiência operacional;
- Fortalecer a governança corporativa;
- Alcançar a excelência no processo de crédito;
- Diversificar as fontes de receitas e os canais de distribuição do crédito de fomento;
- Ter clientes satisfeitos e rentáveis.

Além disso, o Banco avaliou a conjuntura econômica e as perspectivas do mercado, e aprovou Metas de Desempenho Empresarial para o período 2018-2021, quantificando os objetivos do plano estratégico e reforçando o pensamento de longo prazo sobre o futuro do Banco. Da mesma forma, aprovou seu plano de negócio para 2018 que expressa à articulação da estratégia, com os processos orçamentários e de gestão de capital, funcionando como instrumento direcionador e integrador dos esforços diários, dando a certeza de que a atuação do Banco aponta para a conquista dos objetivos estratégicos e reiteram o compromisso com o Desenvolvimento da Região Amazônica.