ban barra renegocie2017

Campanha Nacional de Renegociação de Dívidas


DÍVIDAS DO CRÉDITO COMERCIAL


Condições especias de renegociação no Banco da Amazônia para Micro e pequenas empresas.

Para empresas, que atuam nas atividades econômicas:

- Comércio varejista de outros produtos;
- Estabelecimentos hoteleiros e outros tipos de alojamento temporário;
- Transportes terrestres;
- Comércio varejista de produtos alimentícios bebidas e fumo;
- Fabricação de produtos cerâmicos;
- Comércio atacadista de produtos intermediários não agropecuários resíduos e sucatas;
- Restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação, fabricação de produtos alimentícios;
- Comércio atacadista de artigos de usos pessoal e doméstico e Construção de edifícios e obras de engenharia civil,  

As dívidas podem ser renegociadas da seguinte forma:

a) Dívida vencida não prejuizada.


Amortização Inicial:
5% sobre o valor vencido;
10% sobre o valor vencido se recalculado;

Encargos:

- Cheque Especial: a partir de 3,5% a.m.
- Operações parceladas: a partir de 1,8% a. m.

Prazo: até 96 meses;

b) Dívidas não vencidas.

  • Amortização Inicial: Dispensada;
  • Encargos:
    - Cheque Especial: a partir de 3,5% a.m.
    - Operações parceladas: a partir de 1,8% a. m
  • Prazo: até 96 meses;

Tarifas: 
0,5% do saldo devedor para operações normais
1,0% do saldo devedor para operações vencidas  

Obs:
 podendo ser ajustada caso a caso

Para empresas, que atuam nas demais atividades econômicas, as dívidas podem ser renegociadas da seguinte forma:

a) Dívidas vencidas não prejuizada.

  • Amortização Inicial: 10% do saldo vencido;
  • Encargos: Os originais
  • Prazo: original

b) Composição de Dívida

    • Amortização Inicial: 10% do saldo vencido;
    • Encargos:
    • - Cheque Especial a partir de 3,5% a. m


- Operações parceladas a partir de 1,8% a. m.

Prazo: até 60 meses;

Tarifas:  0,5% do saldo devedor para operações normais
               1,0% do saldo devedor para operações vencidas  

Obs: podendo ser ajustada caso a caso


DÍVIDAS DO CRÉDITO DE FOMENTO COM RECURSOS DO FNO, ROB e RPR.

Para empresas, que atuam nas atividades econômicas:


- Comércio varejista de outros produtos;
- Estabelecimentos hoteleiros e outros tipos de alojamento temporário;
- Outros transportes terrestres;
- Comércio varejista de produtos alimentícios bebidas e fumo;
- Fabricação de produtos cerâmicos;
- Comércio atacadista de produtos intermediários não agropecuários resíduos e sucatas;
- Restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação, fabricação de outros produtos alimentícios;
- Comercio atacadista de artigos de usos pessoal e doméstico;
- Construção de edifícios e obras de engenharia civil e demais setores do comércio varejista.

As dívidas podem ser renegociadas da seguinte forma:

a) Contratos destinados a Capital de Giro não Associado a Investimento (vencido sem prejuizo)

• Amortização Inicial: mínimo de 10% sobre o saldo vencido.
• Novo Esquema de reembolso: Acréscimo de até 12 (doze) meses ao vencimento final da operação e de acordo com a linha de crédito.
• Manutenção dos Juros

b) Contratos destinados a Investimento Fixo ou Misto (Inadimplente sem parcela compensada)

• Amortização Inicial: mínimo de 10% sobre o saldo vencido.
• Novo Esquema de reembolso: Acréscimo de até 12 (doze) meses ao vencimento final da operação e de acordo com a linha de crédito.
• Manutenção dos Juros

c) Contratos destinados a Capital de Giro não Associado a Investimento (Adimplente)

• Amortização Inicial: 20% do valor da próxima parcela da operação;
• Novo Esquema de reembolso: Acréscimo de até 12 (doze) meses ao vencimento final da operação e de acordo com a linha de crédito.

d) Contratos destinados a Investimento Fixo ou Misto (Adimplente)

• Amortização Inicial: 20% do valor da próxima parcela da operação;
• Novo Esquema de reembolso: Acréscimo de até 12 (doze) meses ao vencimento final da operação e de acordo com a linha de crédito.

Para empresas, que atuam nas demais atividades econômicas, as dívidas podem ser renegociadas da seguinte forma:

a) Contratos sem parcelas vencidas:

• Amortização Inicial: não obrigatória;
• Novo esquema de reembolso: De acordo com a capacidade de pagamento do cliente, respeitando os limites previstos para cada linha de financiamento;

b) Contratos com parcelas vencidas:

• Amortização Inicial: 10% do saldo vencido;
• Novo esquema de reembolso: De acordo com a capacidade de pagamento do cliente, respeitando os limites previstos para cada linha de financiamento;

Tarifas:
0,5% do saldo devedor para operações normais
1,0% do saldo devedor para operações vencidas

Obs: podendo ser ajustada caso a caso

Para maiores informações acessar o site do Sebrae Nacional. Clique aqui