Microcrédito

O Programa Microcrédito Produtivo Orientado visa ampliar o acesso ao crédito, bem como apoiar e estimular o microcrédito produtivo orientado, com ênfase no fortalecimento do empreendedorismo de pequeno porte, individual ou coletivo, promovendo a inclusão social e o desenvolvimento em âmbito local.

Em adesão ao Programa de Microcrédito Produtivo Orientado do Governo Federal, o Banco da Amazônia implantou o Programa Amazônia Florescer, atendendo, dessa forma, o disposto na Lei n.º 11.110, de 25 de abril de 2005.

O Programa foi concebido para possibilitar o acesso ao crédito aos empreendedores populares da Região Amazônica, tendo por filosofia o relacionamento direto e permanente com os tomadores do crédito, no próprio local onde é executada a atividade econômica, por meio de empréstimos seqüenciais, graduais, sob medida para suas necessidades, com acompanhamento do desenvolvimento individual e do negócio.

Em razão da necessidade de um acompanhamento diferenciado para esse público, no novo modelo de negócios implantado no Banco da Amazônia, foi criada a Gerência de Microfinanças e Agricultura Familiar (GEMAF), que tem a função de gerir negócios específicos para segmentos diferenciados, ofertando recursos, inclusive do PRONAF, para aplicação em microcrédito, enquanto desempenha papel de incentivo ao desenvolvimento socioeconômico da região.

Ações: Em 2010, foi firmado duas importantes parcerias para o fortalecimento do Programa: com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o desenvolvimento de projeto de fortalecimento da sua vertente urbana, por meio de diagnóstico e ações de capacitação; e com o MDA, para o fortalecimento da vertente rural, com a aquisição de veículos para facilitar o deslocamento dos assessores de crédito nas zonas rurais.

Dados Financeiros: O resultado da aplicação em 2013 totalizou 46.616 contratações, no montante de R$ 83,8 milhões, sendo R$ 63,9 milhões beneficiando 39.064 clientes do setor urbano e R$ 19,9 milhões em 7.552 operações de crédito através da vertente rural do Programa Amazônia Florescer. O desempenho do exercício 2013, representou uma evolução de 67% no número de operações e de 75,3% no volume de recursos contratados em relação a 2012.

Conheça a nossa página sobre microfinanças. Clique aqui.