25/04/2018 - Parceria entre Banco da Amazônia e Governo do Estado reforça compromisso para aplicar R$ 2 bi no Pará

O Banco da Amazônia e o Governo do Pará assinaram nesta quarta-feira (25) um Protocolo de Intenções para união de esforços e atuação compartilhada para o desenvolvimento sustentável do estado. A assinatura ocorreu na sede do Palácio do Governo, com a participação do presidente da instituição financeira, Valdecir Tose, do superintendente regional do Pará e Amapá, Luiz Lourenço Neto, do governador Simão Jatene, e do secretário de estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Eduardo Leão.

O documento reforça a parceria existente entre as instituições, prevendo a realização de ações integradas, alinhadas aos Planos de Aplicação de Recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e de Aplicação dos Recursos Financeiros do Estado para 2018. “Queremos também mobilizar e integrar as classes produtoras e demais parceiros institucionais para aplicação dos recursos de fomento, em apoio ao desenvolvimento dos setores produtivos do Pará, em bases mais sustentáveis”, relata Valdecir Tose, presidente do Banco da Amazônia.

“Para este ano, o Banco está disponibilizando ao setor produtivo paraense recursos na ordem de R$ 2,1 bilhões, sendo R$ 1,4 bilhão do FNO. Esperamos contribuir de forma muito forte para o crescimento do estado, com geração de emprego e renda, tão necessários para toda a região”, comentou o presidente Valdecir Tose.

Banco assina protocolo com Prefeitura de Santarém-PA

O prefeito de Santarém Nélio Aguiar assinou na tarde de segunda-feira (23), Protocolo de Intenções junto ao Banco da Amazônia que prevê atuação compartilhada para o desenvolvimento sustentável do município. O prefeito recebeu em seu gabinete o diretor comercial do Banco, Luiz Cláudio Teixeira Sampaio, e o superintendente regional do Pará II, Vanderlei José Oliveira Santos. O secretário municipal de Agricultura Bruno Castro acompanhou no prefeito. O documento assinado reforça a parceria já existente entre as duas instituições e prevê a disponibilização inicial de R$ 64 milhões, sendo R$ 46 milhões para aplicação com recursos do FNO e R$18 milhões na área do crédito comercial no município.

Estamos disponibilizando recursos com juros abaixo do mercado, com carência e prazo bom para pagar. O cliente que está procurando o Banco para implantar seu projeto ou já tem sua empresa e quer ampliar o momento é esse que os juros estão caindo. Os projetos do Banco duram até 20 anos e a carência vai até 4 anos”, explicou o diretor comercial Luiz Sampaio.

O Protocolo de Intenções assegura que as ações serão estruturadas com apoio da prefeitura, fortalecendo os aglomerados econômicos, os arranjos produtivos e as cadeias produtivas locais, além de se promover a cultura do empreendedorismo consciente, por meio de negócios que gerem e distribuam renda, criem oportunidades de emprego e promovam a inclusão social.