24/08/2018 - Banco da Amazônia e parceiros debatem aplicação do FNO para 2019

No ano em que os Fundos Constitucionais completam 30 anos, o Banco da Amazônia promove o Encontro Técnico de Planejamento para a Aplicação das Fontes de Recursos Financeiros do Fundo Constitucional do Norte (FNO) para 2019. Realizado em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Pará, o evento ocorre nesta

No ano em que os Fundos Constitucionais completam 30 anos, o Banco da Amazônia promove o Encontro Técnico de Planejamento para a Aplicação das Fontes de Recursos Financeiros do Fundo Constitucional do Norte (FNO) para 2019. Realizado em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Pará, o evento ocorre nesta sexta-feira, 24 de agosto, a partir das 8h30, na sede da FAEPA, localizada na travessa Doutor Moraes, 21, no edifício Palácio da Agricultura.

 

Na ocasião, estarão presentes órgãos federais e estaduais como a SUDAM, MAPA, SEDEME, SEDAP e Emater, além de instituições públicas de ensino como a UFRA, UFPA, UFOPA e UEPA e parceiros como a FIEPA e FECOMÉRCIO. Durante o evento serão debatidas as potencialidades e necessidades da Amazônia, a contribuição do Banco da Amazônia para o desenvolvimento regional sustentável no Pará e arregimentadas sugestões dos convidados para a construção do Plano de Aplicação do FNO 2019.

 

Para se ter ideia do quão representativa é a contribuição do FNO para a economia regional, somente este ano o Banco da Amazônia tem para investimentos do Fundo nos Estados nortistas valores na ordem de R$ 5,1 bilhões e, desse total, R$ 1,4 bilhão se destina ao Pará, daí a importância desse debate coletivo com os principais e mais representativos organismos da sociedade paraense na elaboração do documento.

 

Em 2018, por exemplo, o Plano de Aplicação do FNO levou em consideração o Programa Pará 2030, iniciativa do Governo do Estado que tem por objetivo gerar mais empregos, oportunidades, renda e tornar a economia mais sustentável a partir do incremento das cadeias produtivas do agronegócio, agricultura familiar, pesca, aquicultura, atividade florestal, biodiversidade, mineração, serviços ambientais, logística, energia, turismo e gastronomia.

 

Ainda de acordo com o Plano de Aplicação para 2018, os recursos devem servir à ampliação da base produtiva, da arrecadação fiscal e da infraestrutura econômica e social, bem como à agregação de valor à produção estadual e elevação do Produto Interno Bruto do Estado. Este ano o FNO está contribuindo para dinamizar desde à cadeia de cacau orgânico estabelecida na mesorregião da Transamazônica, ao manejo de essências florestais utilizadas como cosméticos e produtos de beleza hoje produzidos em municípios como Abaetetuba, Moju, Cametá, Igarapé-Miri, Tomé-Açu e Santa Luzia do Pará.

 

Serviço:

 

Evento: Encontro Técnico de Planejamento para a Aplicação das Fontes de Recursos Financeiros do FNO para 2019

 

Data: 24 de agosto de 2018

 

Hora: 8h30

 

Local: sede da FAEPA, localizada na travessa Doutor Moraes, 21, no edifício Palácio da Agricultura.

 

Sugestão de entrevista: Luiz Lourenço Neto, superintendente regional do Banco da Amazônia