08/10/2018 - Banco da Amazônia realiza entrega de donativos para Casa de Plácido e Cruz Vermelha

Nesta terça-feira, 9, às 11h30,  o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, realiza a entrega à Casa de Plácido e à Cruz Vermelha dos donativos arrecadados das agências da instituição. O Círio de Nazaré é uma das maiores manifestações culturais do Brasil, reunindo a cada segundo domingo do mês de outubro mais de 2 milhões de romeiros e turistas pelas ruas arborizadas de Belém do Pará. E, para celebrar a festividade, o Banco é principal agente de fomento do Governo Federal no Norte do país, realiza inúmeras ações, incluindo a Campanha de Arrecadação de donativos. Com a mobilização de colaboradores, clientes e parceiros, o banco quer, ainda, estimular ações voluntárias em benefício da sociedade.

Iniciada em 2014, a ação já arrecadou ao longo desses cinco anos mais de 61 mil donativos, entre alimentos não perecíveis, materiais de limpeza e de higiene pessoal, além de medicamentos de primeiros socorros. No ano passado, foram doados mais de 12 mil itens e, neste ano, a expectativa é aumentar o número de donativos. Os itens arrecadados serão entregues no dia 9 de outubro. “A cada ano a campanha se fortalece e vem obtendo a adesão não somente de nossos colaboradores, mas também da sociedade, que entende a necessidade de unirmos esforços de todos os setores para o bem comum”, disse a gestora.

Sobre a Casa de Plácido - A Casa de Plácido está localizada no térreo do Centro Social de Nazaré. É um lugar para a acolhida de romeiros, visitantes e turistas que vêm a Belém durante a quinzena da festividade do Círio de Nazaré. A Casa começa a funcionar cerca de uma semana antes do início da festa, acolhendo os promesseiros do Círio, sendo um local de descanso, de alimentação e de realização de atendimentos de primeiros socorros.

Sobre a Cruz Vermelha - A Cruz Vermelha é a principal instituição de ajuda humanitária do mundo e no Brasil está presente em 21 estados. Na festividade do Círio de Nazaré, o trabalho do voluntariado da Cruz Vermelha já acontece há 37 anos, sendo, em 2017, mobilizados cerca de 5.300 voluntários, distribuídos nas 12 romarias oficiais. Na grande procissão do segundo domingo de outubro do ano passado foram mobilizados 3.200 voluntários entre socorristas itinerantes, enfermeiros, médicos e pessoal de apoio. Em 2018, cerca de cinco mil pessoas devem atuar nos postos distribuídos ao longo do trajeto da procissão realizada em Belém.