Prêmio Banco da Amazônia da artes visuais 2015 seleciona três artistas Paraenses

18/02/2015 - O Banco da Amazônia divulgou o resultado final do Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais, onde três artistas plásticos paraenses foram os vencedores da edição 2015. As exposições ocuparão as instalações do Espaço Cultural no período de maio de 2015 a janeiro de 2016.

Segundo  Gerente de Imagem e Comunicação, Leudah Gallo, o objetivo do edital é identificar projetos voltados para a valorização da cultura amazônica, bem como fortalecer a produção artística. Temos certeza que os projetos habilitados representam um rico apanhado das iniciativas culturais da nossa região.

O processo de seleção teve inscrições abertas até o dia 14 de novembro de 2014 e recebeu projetos com produção ligada culturalmente às questões amazônicas, e com produção nas formas de manifestação bidimensional (desenho, pintura, gravura e fotografia), tridimensional (escultura, objeto e instalação) e mídias contemporâneas. Cada projeto selecionado receberá a título de patrocínio o valor de R$ 24.000,00.

Os três projetos selecionados foram: “Salve! Tu o dizes” do artista plástico Egon Pacheco; “A casa do caboclo João de Barro” do artista plástico João Carlos Torres e “Vertigem” de autoria do artista plástico Alberto Bitar.

Para o Banco da Amazônia fica a certeza de mais um ano com a apresentação de grandes exposições, bem como a continuidade do apoio e do fomento a cultura regional, de seus profissionais e representantes.

Todos os projetos habilitados foram submetidos a análise de mérito e atribuição de pontuação por três integrantes da Comissão de Avaliação e Seleção, sendo um técnico da Instituição e duas artistas visuais renomadas, Eliane Mota e Keila Sobral.

O resultado do Edital de Pautas encontra-se disponível no site do Banco: www.bancoamazonia.com.br.