Romaria pelo centro histórico e Marujada de Bragança para comemorar o aniversário de Belém

Neste domingo (17), o Banco da Amazônia dá sequência às homenagens pelos 400 anos de Belém. A instituição patrocina o resgate de um evento tradicional que foi realizado por trinta anos pelas ruas do centro histórico, no bairro da Campina, em Belém, do início da década de 70 até o ano de 2009: a Romaria de São Benedito das Rosas, que terá a participação especial da Marujada de Bragança. O evento, que ocorre dentro da 10ª Edição do projeto Circular Campina Cidade Velha, é uma realização da Jambu Filmes, com apoio da Pro-Reitoria de Relações Internacionais da Universidade Federal do Pará e da Prefeitura de Bragança.

Neste domingo (17), o Banco da Amazônia dá sequência às homenagens pelos 400 anos de Belém. A instituição patrocina o resgate de um evento tradicional que foi realizado por trinta anos pelas ruas do centro histórico, no bairro da Campina, em Belém, do início da década de 70 até o ano de 2009: a Romaria de São Benedito das Rosas, que terá a participação especial da Marujada de Bragança. O evento, que ocorre dentro da 10ª Edição do projeto Circular Campina Cidade Velha, também patrocinada pelo Banco da Amazônia, é uma realização da Jambu Filmes, com apoio da Pro-Reitoria de Relações Internacionais da Universidade Federal do Pará e da Prefeitura de Bragança.

“Resgatar tradições é reaver a história e, consequentemente, é valorizar a cultura de nossa cidade. E o Banco da Amazônia, ao possibilitar a retomada desta romaria, que por trinta anos ocorreu no bairro da Campina onde a sede de nossa Instituição se encontra, presta uma bela homenagem aos 400 anos de Belém, conferindo novos significados aos que já vivenciamos e possibilitando às novas gerações que vivam essa experiência. Esta é, ainda, a forma de agradecer a Belém e a sua gente por ter acolhido nosso Banco ao longo desses 73 anos de nossa existência. Viva os quatro séculos de Belém do Grão Pará!”, relata Luiz Lourenço Neto.

Então organizada por Francisca Gonçalves Guedes, falecida em 2014, aos 99 anos, a procissão será reeditada como Dona Lulu – como era conhecida Francisca – a conduzia. O cortejo sairá da praça Barão do Rio Branco, no Largo da Trindade, às 16 horas, momento em que as imagens peregrinas de São Benedito de Bragança e de São Benedito das Rosas, do município de  Cametá, se encontrarão, pela primeira vez.

A romaria segue pela travessa Padre Prudêncio, com parada na Igreja do Rosário, rua Aristides Lobo e rua Ó de Almeida, onde para em frente à casa onde Dona Lulu morava. Depois, o cortejo vai pela travessa Campos Sales, com parada em frente à Capela Pombo, seguindo pela rua 15 de Novembro e Praça das Mercês, onde se encerrará o cortejo, às 18 horas, com apresentação de dança, do Grupo Regional, e com a participação de Luê,  Júnior Soares, do Arraial do Pavulagem, e Toni Soares.