Banco da Amazônia comemora 74 anos de história e desenvolvimento


Principal agente de fomento do Governo Federal na região, o Banco da Amazônia comemora 74 anos no próximo dia 9 de julho. Os resultados alcançados ao longo da história reafirmam a importância da Instituição para o desenvolvimento da economia dos nove Estados onde atua na Amazônia Legal.

Para se ter ideia do quanto o banco é estratégico para o Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, somente em 2015, os negócios gerados a partir dos investimentos feitos nesses Estados resultaram em mais de 700 mil postos de trabalho e R$ 4,2 bilhões em salários, impactando com R$ 40,1 bilhões sobre tudo que foi produzido de riqueza e com R$ 20,9 bilhões para o Produto Interno Bruto (PIB) desses locais.

Parte desses resultados foi possível com as aplicações feitas pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Norte. Administrado pelo Banco da Amazônia com exclusividade no Norte do país, o FNO foi criado pela Constituição de 1988 e se constituiu na fonte de financiamento mais importante da região.

Os recursos do Fundo vêm garantindo a alavancagem dos empreendimentos locais e contribuindo para diminuir as desigualdades regionais. Quando completou 25 anos de existência, em 2014, o FNO já havia injetado na economia o equivalente a R$ 29 bilhões, em mais de 600 mil operações de crédito. “São recursos consideráveis. A despeito do muito que há por ser feito, temos a convicção de que a região e os empreendimentos locais seguem despontando devido à contribuição significativa do Banco da Amazônia”, afirma Marivaldo Gonçalves de Melo, presidente da instituição financeira.

Programação cultural marca percurso de sucesso

Para comemorar seus 74 anos e esse percurso de sucesso, foi elaborada uma extensa programação cultural, área de atuação que também se destaca na história do Banco da Amazônia, especialmente por conta dos editais públicos divulgados anualmente, que lhe asseguram figurar entre os principais investidores de Cultura do Norte do país. A programação teve início na sede da Instituição, em Belém do Pará, na terça-feira (5), com a abertura da exposição "Trajetória". A mostra marca, ainda, as comemorações dos 15 anos do Espaço Cultural Banco da Amazônia, cuja abertura se deu em maio de 2001, onde já ocorreram mais de 80 exposições.

Com curadoria de Emanuel Franco, “Trajetória” reúne parte do acervo adquirido ao longo desses quinze anos pelo banco e conta com 18 obras de artistas amazônidas consagrados no circuito visual regional e nacional. Na exposição, composta por trabalhos elaborados em diferentes técnicas, há obras do próprio Franco e de Alberto Bitar, Ary Souza, Bruno Cantuária, Egon Pacheco, Elciclei Araújo, Elisa Arruda, Flavya Mutran, Geraldo Teixeira, Lise Lobato, Odair Mindelo, Paulo Sampaio, Ricardo Andrade, Ricardo Macêdo e Werley Oliveira.

Na quinta-feira (7), às 18 horas, ocorrerá missa em ação de graças na Basílica Santuário de Nazaré, celebrada pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, com transmissão ao vivo pela TV Nazaré. Na ocasião, haverá apresentação de músicas sacras pelo Coral Vozes da Amazônia, patrocinado pelo Banco da Amazônia. O Coral se apresentará, também, na sexta-feira (8), no hall do prédio-sede da Instituição, localizado no bairro da Campina, em Belém do Pará, quando recepcionará com música a chegada dos colaboradores e clientes do banco, e durante a realização de Ato Ecumênico que ocorrerá no auditório Rio Amazonas, programação esta exclusiva aos empregados da Casa.

As ações alusivas aos 74 anos consistem, ainda, em uma série de atividades externas, com destaque para a Campanha de Voluntariado que ocorrerá no dia 7 de julho, alusiva ao Dia do Voluntário Social, em parceria com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), em Belém, para estimular a doação de sangue, além de uma ação contínua para arrecadar roupas a serem doadas a comunidades carentes, envolvendo todas as unidades da Instituição.

Outra ação marcante será a gravação do primeiro DVD da Amazônia Jazz Band, com participação especial da cantora Jane Duboc, no Theatro da Paz. Programada para ocorrer nos dias 8 e 9 de julho, a gravação tem o patrocínio do Banco da Amazônia. Na sexta-feira, o show será aberto ao público, com distribuição prévia de ingressos a partir das 9 horas na bilheteria do teatro. E, no sábado, o evento é destinado aos convidados da Instituição financeira e aos ganhadores da ação promocional que está sendo feita nas mídias sociais do banco. Neste dia, ainda, ocorrerá uma Manhã Alegre no Bancrévea, clube social dos empregados do banco.