Banco da Amazônia já prospectou mais de R$ 30 milhões na Expoacre

Raylanderson Frota

 Nos primeiros dias da Expoacre 2016, maior feira de agronegócios do Estado, o Banco da Amazônia já prospectou mais de R$ 30 milhões em negócios, recursos que beneficiarão microempreendedores individuais, agricultores familiares e empreendedores que atuam com o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO).

Principal agente de fomento do Governo Federal no Norte do país, a Instituição vem cumprindo com sua missão de promover o desenvolvimento sustentável da região. “Os resultados apresentados até o momento são positivos e até o final da Expoacre esperamos ampliar esses números. É na crise que as oportunidades aparecem e os empreendedores locais sabem que nosso banco possui taxas extremamente competitivas, que podem alavancar seus negócios”, diz André Vargas, superintendente regional do Banco da Amazônia.

Patrocinador do evento, o banco também participa como expositor da Expoacre, evento que ocorre até o próximo dia 31 de julho. Com toda infraestrutura necessária para atendimento ao público, o Banco da Amazônia está realizando atendimento de 8 às 12 horas, no Campus do Agronegócios, e das 19 às 22 horas, no estande localizado na via principal do Parque de Exposição Marechal Castelo Branco.

Para os empreendedores que querem dinamizar seus negócios, a Instituição financeira têm à disposição um portfólio de produtos e serviços, cujo carro-chefe é o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte, principal crédito de fomento da instituição, com taxas diferenciadas em relação ao mercado e diversas linhas de financiamentos.

Na quinta-feira, às 9 horas, o banco realiza uma programação especial com a presença do presidente da Instituição, Marivaldo Melo. Na ocasião, haverá a entrega de máquinas e equipamentos no Campus do Agronegócios para produtores e agricultores, que receberão tratores, veículos utilitários, colheitadeira, plantadeira e caminhões.

Nessa ação, o banco conta com a parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura e Pecuária (SEAP), Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (SEAPROF) e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Governo do Acre (EMATER-Acre).