28/11/2016 - Coral Vozes da Amazônia completa 14 anos de atuação

Em comemoração aos 14 anos de atividades do Coral Vozes da Amazônia, será realizado no próximo dia 30 de novembro, o VI Encontro de Corais da Cidade de Belém, o evento será no Auditório Rio Amazonas, localizado na sede do Banco da Amazônia. E contará com a participação dos corais Chantus de Paz, da escola Benjamin Constante, Coro Infanto Juvenil e Schola Cantorum.

 

Para Rosário Travassos, uma das coordenadoras do coral, fazer parte do grupo é muito mais que cantar e se apresentar “Participar do coral representa qualidade de vida, pela alegria e prazer de cantar. Ensaiamos duas vezes por semana o que fortalece o grupo, tecnicamente e emocionalmente. Somos convidados por várias instituições e eventos da cidade para apresentações e isso nos deixa honrados, pois mostra que temos um nome consolidado dentro do cenário musical,” frisou.

 

O Coral Vozes da Amazônia foi criado como uma forma de difundir o canto coral e de descobrir talentos. O grupo já participou de diversos eventos ao longo da sua trajetória, como o Festival Internacional de Coros Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu (PR), Puerto Iguazu (Argentina) e Ciudad Del Este (Paraguai). “O coral é a oportunidade que temos de mostrar talentos locais para outras regiões, sinto que o esforço do grupo e de nosso maestro Eduardo Nascimento está sendo reconhecido”, completou Rosário.   

Maestro do Coral há três anos, Eduardo, contou que se sente muito gratificado em dá seguimento a um trabalho realizado pela maestrina Maria Antonia Jimenez, que fez parte da trajetória do grupo por dez anos. ”Estou dando continuidade a uma atividade que já existia, levando cultura e diversidade musical para o público. Minha missão é aprimorar a expressão dos integrantes e atrair todos os tipos de pessoas por meio da música”, destacou.

 

Patrocinado pelo Banco da Amazônia, o Coral composto por empregados ativos e inativos, além de pessoas da comunidade. Possui um amplo repertório com mais de duzentas musicas, sacras ao popular, internacional e nacional. . “Valorizamos muito as composições regionais e sempre nos pedem para cantar o bolero, Poema de Amor, do compositor santareno Wilson Fonseca. Cantamos também, músicas de Waldemar Henrique, Nilson Chaves, entre tantos outros, contudo, o que parece ser nossa marca, é o jingle do banco, que é cantada sempre no encerramento de nossas apresentações” ressaltou Rosário.

 

Dentro do VI Encontro haverá uma participação especial do Coral Vozes da Amazônia, com apresentação de peças que foram cantadas ao longo desses 14 anos de história, assim como, músicas novas que estão acrescidas ao repertório. O Pianista, Rodolfo Santana e o percussionista Joca Silva Também estarão presentes. Segundo Rosário, Organizar um Encontro de Corais é uma forma de festejar, confraternizar e dar visibilidade a outros corais, mostrando além de um trabalho musical, a troca de experiência e aprendizagem com outros grupos.