Revisores

A relação de revisores da Amazônia: Ciência & Desenvolvimento é formada por pesquisadores doutores de diversas áreas afins ao tema do Desenvolvimento Regional, a maioria compõe o Conselho Editorial da revista e, eventualmente, convida-se pareceristas Ad hoc, quando a temática requer. A Amazônia vem ampliando constantemente a equipe técnica, com vistas a reduzir o tempo de tramitação dos artigos. 

jose brito

José de Brito Lourenço Júnior

Engenheiro Agrônomo (UFRA - 1971), mestre em Nutrição Animal e Pastagens (USP - 1978) e doutor em Ciências Biológicas/Biologia Ambiental (UFPA - 1998). Atuou como pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental, por 35 anos (janeiro 1972 e abril 2007). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade do Estado do Pará (UEPA/CCNT/DETA), professor/orientador na pós-graduação em Ciência Animal (mestrado/doutorado - UFPA/Embrapa/UFRA), na disciplina Bioclimatologia e Ambiência de Bovinos e Bubalinos no Trópico Úmido Brasileiro. É revisor nos periódicos científicos Revista Ciência Agronômica, editada pela UFC e Revista de Ciências Agrárias/Amazonian Journal of Agricultural Science, pela UFRA. É consultor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará - FAPESPA/Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do Pará - SEDECT. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia, principalmente nos temas: Amazônia, sistemas silvipastoris, bubalinocultura, comportamento animal, ambiência, e sistemas sustentáveis na pequena propriedade. Participa, também, na linha de pesquisa sobre bioclimatologia e ambiência de bovinos e bubalinos na Amazônia brasileira, e estuda os efeitos do ambiente no seu comportamento e alimentação/nutrição, bem como na produção e avaliação de carne, leite e derivados.

mario vasconcellos

Mário Vasconcellos Sobrinho

Economista (1987), Mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) da Universidade Federal do Pará (2000). PhD em Estudos do Desenvolvimento (2007) pelo do Centre for Development Studies (CDS), University of Wales Swansea (Reino Unido). Atualmente realiza estágio pós-doutoral na EAESP da Fundação Getúlio Vargas (FGV). É economista da Universidade Federal do Pará, professor e coordenador do Programa de Pós-graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local do Núcleo de Meio Ambiente da UFPA (NUMA/UFPA). É pesquisador e professor titular da Universidade da Amazônia onde leciona no Programa de Pós-Graduação em Administração, linha de pesquisa Desenvolvimento Sustentável. Tem experiência na área de Economia e Desenvolvimento com ênfase nos seguintes temas: universidade e pesquisa, polìticas públicas e gestão do desenvolvimento, gestão dos recursos naturais e desenvolvimento local com ênfase na discussão sobre governança, participação social, parcerias e cidades sustentáveis. É membro da Rede de Pesquisadores em Gestão Social.

Maria Lita

Maria Lita Padinha Corrêa

Eng. Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2002), Mestrado em Agronomia pela Universidade Federal do Ceará (2005), Doutorado em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa (2009) e Pós doutorado Jr na UFV (2010). Professora Adjunta da Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Manejo e Tratos Culturais, atuando principalmente nos seguintes temas: fruticultura, Myrciaria dubia - Camucamu (produtividade e adaptabilidade), Produtividade em consórcios com Ricinus communis (mamona), produção organica, plantio direto, leguminosa, cultivo de milho e atributos microbiológicos do solo submetidos ao manejo orgânico.

Fabricio Khoury

Fabrício Khoury Rebello

Economista, graduado pela Universidade da Amazônia (1990). Doutor em Ciências Agrárias (2012), área de concentração em Agroecossistemas da Amazônia (UFRA/EMBRAPA Amazônia Oriental) e mestre em Agriculturas Amazônicas pela Universidade Federal do Pará (2004). É professor Adjunto I da Universidade Federal Rural da Amazônia, lotado no Instituto Socioambiental e dos Recursos Hídricos (ISARH). Foi economista do Banco da Amazônia (entre os anos de 1997 e 2013), atuando na área de estudos macroeconômicos e regionais e tendo exercido a função de Coordenador de Planejamento. É ex-editor técnico da Revista Amazônia: Ciência & Desenvolvimento. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente, Planejamento do Desenvolvimento de Áreas Amazônicas e Economia Rural.

Adriano Nascimento

Adriano Nascimento da Paixão

Possui graduação em Ciências Econômicas pela UFPB (2000), Mestrado em Economia pelo PPGE-UFPB (2002) e Doutorado em Economia Aplicada pela UFV (2008). Atualmente é professor adjunto III do Departamento de Economia da UFPB, professor do PPGE-UFPB, professor do PGDRA e do mestrado profissional em gestão de políticas públicas da UFT. Interagiu com mais de 20 autores colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Tem experiência na área de Microeconomia e Métodos Quantitativos em Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: Valoração Ambiental e Microeconometria.

Rubicleis Gomes

Rubicleis Gomes da Silva

Possui graduação em Economia pela Universidade Federal do Acre (2001), mestrado em Economia (2003) e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (2005). É parecerista da Revista de Economia e Sociologia Rural, REDES, Revista de Economia, CERNE, Revista de Economia e Agronegócios e outras. Professor adjunto de métodos quantitativos da Universidade Federal do Acre (UFAC). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia do Meio-Ambiente, Microeconomia, Política Agrícola e Métodos Quantitativos. Leciona no mestrado as seguintes disciplinas de Métodos Quantitativos Aplicados à Análise Regional e Microeconomia. Desenvolve pesquisas nas áreas de avaliação de políticas públicas (com ênfase a economia da saúde), economia do meio ambiente e em desenvolvimento regional. Coordena vários projetos de pesquisa e extensão, com destaque ao observatório econômico (http://www.economiaufac.org/observatorio). É avaliador da FINEP e do INEP/SINAES/MEC. Foi chefe do Departamento de Economia e atualmente é Diretor do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais Aplicadas.

Marco Antonio

Marcos Antônio Souza dos Santos

Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) com especialização em Administração Rural pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e mestrado em Economia pela Universidade da Amazônia (UNAMA). Entre 1997 e 2009 foi Técnico Científico do Banco da Amazônia, desenvolvendo atividades nas áreas de estudos econômicos, planejamento e desenvolvimento regional, entre 2006 e 2009 coordenou a Área de Estudos Econômicos e Regionais. No período 2002-2009 foi professor da Universidade da Amazônia (UNAMA) e do Instituto de Estudos Superiores da Amazônia (IESAM), atuando em cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de Agronegócios, Economia, Finanças e Meio Ambiente. Atualmente é professor do Instituto Socioambiental e dos Recursos Hídricos (ISARH) da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), onde ministra disciplinas da área econômica nos cursos de Agronomia, Engenharia Ambiental, Engenharia Florestal, Engenharia de Pesca, Medicina Veterinária e Zootecnia. Possui experiência nas áreas de Economia do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais; Economia e Gestão do Agronegócio; Política, Planejamento e Desenvolvimento Regional e Métodos Quantitativos em Economia.

Lauro Ito

Lauro Satoru Itó

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA (1997), mestrado em Engenharia de Pesca pela Universidade Federal do Ceará (1998) e doutorado em Biociências Aquáticas - Tokyo University of Fisheries (2003). Atualmente é professor adjunto I da Universidade Federal Rural da Amazônia. Tem experiência técnica na área de Engenharia de Pesca, especificamente com trabalhos voltados para teleósteos. Na área administrativa da UFRA tem experiência como Pró-Retior de Extensão, Chefe de Gabinete e atualmente como Diretor de Campus da UFRA. Como desdobramento das atividades na universidade, atualmente tem diversificadas ações focadas em Políticas Públicas e Economia Solidária para pequenos produtores.


Joaquim Guilhoto

Joaquim José Martins Guilhoto

Joaquim José Martins Guilhoto é professor titular da Universidade de São Paulo (USP), em 2010 foi Professor Visitante no MIT junto ao Joint Program on the Science and Policy of Global Change e ao Department of Urban Studies and Planning , foi Chefe do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) no período de 2005 a 2009. Ele recebeu o título de Bacharel em economia pela Universidade de São Paulo em 1981, recebeu também os títulos de M.Sc. (1984) e Ph.D. (1986), ambos em economia, pela University of Illinois at Urbana-Champaign (EUA). É Pesquisador do CNPq, e também ocupa a posição de Adjunct Associate Professor no Regional Economics Applications Laboratory (REAL) da University of Illinois, EUA. O instrumental principal de análise refere-se a modelos de insumo-produto e modelos aplicados de equilíbrio geral. Trabalhou e vem trabalhando em projetos ligados a empresas do setor público e privado, assim como organizações nacionais e internacionais.


Joao Lima

João Eustáquio de Lima

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1969), Mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa (1971), Mestrado em Economia - Michigan State University (1975) e Doutorado em Economia Rural - Michigan State University (1977). Atualmente é Professor Titular no Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Economia e Economia Rural com ênfase em Métodos Quantitativos e Econometria. É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada (Mestrado e Doutorado), atuando principalmente nos seguintes temas: produção e emprego agrícola, modernização da agricultura, eficiência na produção agropecuária, mercado de trabalho, avaliação de programas e políticas públicas, retornos dos investimentos em educação.

Fernando Mendes

Fernando Antonio Teixeira Mendes

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1969), Mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa (1971), Mestrado em Economia - Michigan State University (1975) e Doutorado em Economia Rural - Michigan State University (1977). Atualmente é Professor Titular no Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Economia e Economia Rural com ênfase em Métodos Quantitativos e Econometria. É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada (Mestrado e Doutorado), atuando principalmente nos seguintes temas: produção e emprego agrícola, modernização da agricultura, eficiência na produção agropecuária, mercado de trabalho, avaliação de programas e políticas públicas, retornos dos investimentos em educação.


Erly Teixeira

Erly Cardoso Teixeira

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1972), mestrado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (1981) e doutorado em Agricultural Economics - Purdue University (1987). É professor titular da Universidade Federal de Viçosa desde 1989 e membro do Conselho Editorial da Revista de Economia e Sociologia Rural e Revista de Economia e Agronegócio. Foi Chefe do Departamento de Economia Rural (1996-2000) e Presidente da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural (Sober) (1997-1999). É Membro Acadêmico Titular da Academia Nacional de Economia (ANE). Coordena o Projeto de Análise de Equilíbrio Geral da Economia Brasileira (PAEG). Ministra aulas de Políticas Governamentais Aplicadas ao Agronegócio, na graduação; Política Agrícola e Desenvolvimento, e Modelos de Equilíbrio Geral Computável, na pós-graduação. As áreas de interesse na pesquisa são: política agrícola, crescimento econômico, acordos comerciais.


David Carvalho

David Ferreira Carvalho

Formado em Engenharia (1966) e Economia (1979). Mestre em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (1980); Doutor em Economia (1994) e pós-doutor em economia (2011) pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas. Professor-Pesquisador Associado-4 da Faculdade de Ciências Econômicas Aplicadas (FACECON) do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Na graduação ministra as disciplinas de Macroeconomia I (Macroeconomia novo clássico e Macroeconomia keynesiana); Macroeconomia II (Macroeconomia pós-keynesiana); Crescimento e Ciclos Econômicos; e Econometria. No Programa de Pós-Graduação em Economia (PPGE) a nível de mestrado, ministra a disciplina obrigatória de Macroeconomia e as disciplinas optativas de macroeconomia de Minsky e Tópicos de Econometria Avançada. Atualmente é o coordenador da pesquisa sobre Complexos Industriais e Cadeias Produtivas da Indústria de Ferro-Gusa no Pará. Tem livros e capítulos de livros publicados e artigos publicados em periódicos e anais de congressos. Especializado em teoria econômica e métodos quantitativos nas áreas de economia regional e urbana, economia industrial, economia ambiental, economia da tecnologia, macroeconomia e econometria.

Antonio Carvalho

Antônio Cordeiro de Santana

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Ceará (1983), mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal do Ceará (1987) e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (1993). Atualmente é professor Associado IV da Universidade Federal Rural da Amazônia e atua no ensino e orientação nos cursos de graduação (Agronomia, Engenharia de Pesca, Medicina Veterinária, Zootecnia e Engenharia Ambiental) e pós-graduação (Mestrado em Ciências Florestais e Doutorado em Ciências Agrárias). É bolsista de produtividade do CNPq e líder dos grupos de pesquisa & quot; Cadeias Produtivas, Mercados e Desenvolvimento Sustentável & quot; e & quot; Economia do Desenvolvimento Agrícola Regional & quot; e participa como pesquisador dos grupos & quot;Dinâmica Agrária e Desenvolvimento Sustentável na Amazônia" e & quot;Projeto Várzea & quot;. Coordena três projetos de pesquisa e publica artigos científicos e livros na área interdisciplinar da Economia Agrária e dos Recursos Naturais, fazendo interface com as dimensões da Socioeconomia, Ciências Agrárias e Meio Ambiente, com ênfase nos seguintes temas: Desenvolvimento Local e Sustentável na Amazônia, Arranjo Produtivo Local, Valoração de Recursos Naturais, Governança de Cadeias Produtivas no Agronegócio Regional, Mercado, Comercialização e Análise de Preços.


Alfredo Homma

Alfredo Kingo Oyama Homma

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1970), mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa (1976) e doutorado em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa (1988). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Agrária e dos Recursos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: Amazônia, desenvolvimento agrícola, economia de recursos naturais, extrativismo vegetal e recursos naturais.


Ahmad Khan

Ahmad Saeed Khan

Possui graduação em Agronomia - West Pakistan Agricultural University (1968), mestrado em Economia - Colorado State University (1973), mestrado em Economia Agrícola - West Pakistan Agricultural University (1970) e doutorado em Economia Agrícola e Recursos Naturais - Oregon State University (1977). Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Ceará, membro do conselho editorial de várias revistas científicas. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economias Agrária e dos Recursos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: Agricultura familiar, desenvolvimento sustentável, avaliação das políticas públicas, inovação tecnológica, geração de emprego e renda.


Francisco Costa

Francisco de Assis Costa

É graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1971), M. Sc. em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1981) e Dr. Phil. em Economia pela Freie Universität Berlin (1988), Alemanha. Professor Associado da Universidade Federal do Pará, no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) e do Programa de Pós-Gradução em Economia do Depto. de Economia, além de Pesquisador ativo da Rede de Pesquisa em Sistemas e Arranjos Produtivos e Inovativos Locais (RedeSist, UFRJ) e da Rede Temática de Pesquisa em Modelagem Ambiental da Amazônia (Projeto GEOMA). Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq, é também Professor Colaborador Externo do Curso de Pós-Graduação em Ciência do Sistema Terrestre, do INPE. Foi Visiting Fellow no Centre for Brazilian Studies (CBS) da Oxford University, Inglaterra (Hilary e Trinity Terms, 2007). Sua experiência de pesquisa tem ênfase em economia agrária, desenvolvimento regional e relações entre economia e sustentabilidade ambiental, destacando o papel das inovações tecnológicas e institucionais, sobretudo na Amazônia. Foi diretor da Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (DIRUR) do IPEA em 2011 e 2012.


Eduardo Carvalho

Eduardo Jorge Maklouf Carvalho

Eduardo Jorge Maklouf Carvalho concluiu o doutorado em solos e nutrição de plantas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz em 1995. Atualmente e pesquisador da empresa brasileira de pesquisa agropecuária. Publicou 22 artigos em periódicos especializados. Atua na área de agronomia, com ênfase em física do solo. Em suas atividades profissionais interagiu com 30 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção cientifica, tecnológica e artístico-cultural são: solos, manejo de solos, física do solo, nutrição mineral, adubação, classificação, matéria orgânica, absorção, Amazônia, e fertilidade.


Ana Sena

Ana Laura dos Santos Sena

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade da Amazônia (1994), mestrado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (1998) e doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (2003). Atualmente é pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia do Trabalho e Economia Regional


Ronilson Santos

Ronilson de Souza Santos

É Engenheiro Agrônomo/ Mestre em Agronomia, com ênfase em solos e nutrição de plantas. Atua na docência acadêmica, pesquisa e extensão na Faculdade de Engenharia Agronômica da Universidade Federal do Pará- Campus de Altamira. Desenvolve ações nas áreas de Engenharia Agrícola (mecanização agrícola, geoprocessamento, topografia e valiação e pericia rural). Ciência do Solo (Manejo e conservação do solo, física e química do solo) e Produção Vegetal.


Maisa Tobias

Maisa Sales Gama Tobias

Graduada em Engenharia Civil pela Universidade da Amazônia (1988) e em Licenciatura Plena Matemática pela Universidade Federal do Pará (1988), Especialista em Gerenciamento do Transporte Fluvial pela Universidade Federal do Pará (1992), Mestre em Engenharia Civil, com ênfase em Geotecnia e Transportes pela Universidade Federal da Paraíba (1990), Doutora em Engenharia de Transportes pela Universidade de São Paulo (2000), com ênfase em Planejamento e Operações de Transportes e Pós-Doutora em Planejamento Urbano e Regional, em 2010, pela Universidade do Minho. Atualmente é professora Associada da Universidade Federal do Pará na Graduação em Engenharia Civil e professora Titular da Universidade da Amazônia para o curso de Engenharia Civil e o Mestrado em Desenvolvimento Meio Ambiente Urbano. Coordena projetos de pesquisa em ambas universidades na linhas de Logística de Transportes, Transporte Urbano e de Acessibilidade. Como Engenheira Civil e de Transportes, atuou na cidade de Belém do Pará-Brasil como Diretora Superintendente da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém. Tem experiência em ensino, extensão e pesquisa, além de consultoria na área de Engenharia de Transportes, com ênfase em Planejamento e Organização do Sistema de Transporte, principalmente, nos seguintes temas: transporte urbano coletivo, fluvial, transporte não motorizado, engenharia de tráfego, estudos de demanda de transporte, planejamento de transporte e acessibilidade e mobilidade urbana, além de logística de transporte de carga e de passageiros.


Sergio Castro

Sérgio Castro Gomes

Possui graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal do Pará (1986), mestrado em Economia pela Universidade da Amazônia (2003) e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (2007). Atualmente é professor titular da Universidade da Amazônia, técnico nível b da Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa e técnico b do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Estatística Sócio-Econômica, econometria e métodos quantitativos aplicados à Administração. Desenvolve pesquisas em gestão estratégica com ênfase na Teoria Baseada em Recursos, capacidades dinâmicas e visão baseada em práticas, desempenho empresarial e fatores determinantes da competitividade.

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade da Amazônia (1994), mestrado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (1998) e doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (2003). Atualmente é pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia do Trabalho e Economia Regional.