Imprensa

11/09/2019 - Encerra no dia 20 de setembro o período para as inscrições aos três Editais Públicos de Patrocínios do Banco da Amazônia 2020

EDITAL PÚBLICO DO BANCO DA AMAZÔNIA ENCERRA NO PRÓXIMO DIA 20 DE SETEMBRO

 

Encerra no dia 20 de setembro o período para as inscrições aos três Editais Públicos de Patrocínios do Banco da Amazônia 2020. Poderão ser inscritos projetos para a área social, cultural, esportiva, ambiental, exposições agropecuárias, feiras, mostras para o Espaço Cultural e para aqueles amparados pela Lei Rouanet. O período de inscrições não terá prorrogação. O Banco vai destinar mais de R$ 2 milhões em patrocínios para o próximo ano.

De acordo com o coordenador de patrocínios do Banco da Amazônia, Ewerton Alencar, este ano não terá prorrogação porque o período para inscrições foi maior do que no ano passado. “Alertamos aos interessados para se atentarem para o prazo e para a forma de inscrição, que é via Correios”, comenta.

O secretário executivo da Instituição, Alcir Erse, esclarece que o Banco lança os editais públicos para ampliar as oportunidades para todos os segmentos da sociedade concretizarem seus projetos. “Dessa forma, buscamos cumprir com a missão do Banco que é desenvolver a região de forma sustentável, favorecendo o acesso à cultura, esporte e lazer em nossa área de atuação, que é a Amazônia Legal. Os projetos contemplados deverão seguir estes quesitos”, informou.

Os três editais são: de Patrocínios, de Pautas para o Espaço Cultural Banco da Amazônia e de Chamada Pública de Projetos ao abrigo da Lei Rouanet. Desde 2010, ano em que foi lançado o primeiro Edital de Patrocínios, o Banco já incentivou mais de 1.200 projetos em toda a região amazônica.

Os interessados devem enviar seus projetos via Correios à Secretaria Executiva do Banco da Amazônia, localizada na Av. Presidente Vargas, 800, 14º andar, bairro Campina, CEP 66.017-901, mediante entrega ou postagem com A.R. (aviso de recebimento).

Para esclarecimentos de dúvidas, o Banco disponibiliza o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

11/09/2019 - Parceria entre Banco da Amazônia e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo

BANCO DA AMAZÔNIA E CNC ASSINAM ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

 

Parceria visa a ampliação de acesso aos recursos do FNO pelo setor do comércio na Região Norte

 

Uma parceria inédita entre o Banco da Amazônia e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) foi firmada na tarde do dia 9 de setembro, na sede do Banco da Amazônia, em Belém-PA, por meio da assinatura de um convênio entre as duas instituições. O setor de comércio dos estados da região Norte terá a ampliação de acesso às linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), principal fonte de recurso de fomento operada com exclusividade pelo Banco da Amazônia.

O Presidente do Banco, Valdecir Tose, explica que o acordo é o primeiro em âmbito nacional e atenderá todos os segmentos, com ênfase no comércio. “As linhas do FNO serão melhor divulgadas entre comerciantes pequenos, prestadores de serviços até redes de supermercados. Será uma importante iniciativa para fomentar o comércio de toda a região Norte”, pontuou.

O acordo conta com ações do Banco da Amazônia e das Federações de Comércio de cada estado, integrando a divulgação das linhas de crédito do FNO, agilizando os processos de análise do Banco, através da criação de uma linha de crédito mais fácil e mais rápida e que atenda o público que atua nas empresas instaladas nos Estados. A contratação do financiamento pode ser mostrada através do simulador do FNO, que permite simular uma contratação. O montante contratado vai depender da empresa.

O convênio irá vigorar por 24 meses e pode ser renovado. Permitirá que a atuação do Banco da Amazônia se multiplique, pois através da CNC, será possível levar ao tomador final do crédito, o conhecimento sobre as linhas existentes com o FNO.

O presidente em exercício da CNC, Valdeci Cavalcanti, ressalta a importância do acordo, que será um grande instrumento facilitador das operações financeiras entre o Banco entre as empresas do comércio de bens, serviços e turismo de toda região Norte. “Os estados vão ser beneficiados e, consequentemente, terão a facilidade de obter recursos com as menores taxas de juros”, ponderou.

Para quem opera no setor do comércio, poderá através do Serviço Brasileiro de Apoio às micros e pequenas empresas (SEBRAE/PA) buscar informações e capacitação como acessar as linhas de crédito, podendo também se dirigir a uma das agências do Banco e a Fecomércio para informações e capacitação sobre como acessar as linhas de crédito.

 

 

08/08/2019 - Recorde De Resultados No Plano Safra 2018/2019

BANCO DA AMAZÔNIA APRESENTA RECORDE DE RESULTADOS NO PLANO SAFRA 2018/2019

A instituição aplicou no agronegócio regional R$ 3,66 bilhões. Volume de crédito aportado no setor cresceu acima da média do mercado.


Principal agente de fomento do Governo Federal no Norte do país, o Banco da Amazônia bateu recorde de investimentos no Plano Safra 2018/2019. No período de 1º de julho do ano passado até o último dia 30 de junho de 2019, a instituição aportou no agronegócio regional o equivalente a R$ 3,66 bilhões.

O resultado está sendo comemorado pela instituição por dois bons motivos. Primeiro, porque o volume dos investimentos nos estados nortistas cresceu acima da média do mercado e, segundo, resultado semelhante a esse o banco não apresentava desde o Plano Safra 2014/2015, quando foram aplicados nos negócios que envolvem a cadeia produtiva agrícola e pecuária valores na ordem de R$ 3,4 bilhões.

“Estamos comemorando muito esses números positivos, pois estão acima do desempenho de outras instituições financeiras que atuam no setor. Enquanto os financiamentos bancários voltados ao agronegócio cresceram cerca de 13% em volume global de contratação com todas as instituições financeiras na região norte, no Banco da Amazônia, isoladamente, o crescimento foi de 40%”, informou Misael Moreno, gerente de Pessoa Física do Banco da Amazônia.

O gestor afirma que há espaço para crescer ainda mais porque se trata de um mercado que fechou o ano Safra 2018/2019 com investimentos na ordem de R$ 9,94 bilhões na região Norte, e que, desse total, 33% foram efetivados pelo Banco da Amazônia. Para ampliar sua participação junto ao setor, a Instituição tem disponível para o Plano Safra 2019/2020 o equivalente a R$ 4 bilhões para movimentar a economia regional de toda a Amazônia Legal, com a expectativa de que, pelo menos R$ 500 milhões, seja por meio do Programa Nacional de Agricultura Familiar – PRONAF.

Resultados do Plano Safra 2018/2019 no Norte

A melhor performance apresentada pelo Banco da Amazônia no ano Safra 2018/2019 nos estados nortistas ocorreu em Roraima, onde foram aplicados R$ 63,60 milhões, uma variação de 312,11% superior ao ano Safra 2017/2018, quando aportou no Estado R$ 15,43 milhões. Segundo dados do Banco Central, o destaque no desempenho se deu, ainda, em relação às outras Instituições financeiras. Sozinho, o Banco da Amazônia respondeu por 37% de todas as contratações feitas naquele Estado, onde foram aportados R$ 171,21 milhões por todos os financiadores do agronegócio.


Outro exemplo que demonstra a importância dos recursos de fomento para a economia regional se deu no Amazonas para onde, a cada R$ 100 aplicados na agricultura e na pecuária, R$ 72 foram injetados pelo Banco da Amazônia. Ou seja, de um total de R$ 94,10 milhões aportados por todos os bancos nesse Estado, R$ 67,94 milhões (72%) foram carreados pela instituição. E, se comparados os números em relação ao próprio desempenho, o volume aplicado foi superior em 40,09% em relação ao ano anterior, quando o Banco da Amazônia investiu localmente recursos na ordem de R$ 48,50 milhões.

“O Banco da Amazônia é o principal alavancador da economia regional. Nos relacionamos com a instituição há duas décadas. Não temos dúvidas de que, no caminho trilhado por nosso negócio, o papel do banco foi fundamental, com os aportes de custeio e os financiamentos concedidos”, relatou o empresário Francisco Helder Peixoto, dono da Granja São Pedro, localizada no Amazonas, e líder na região Norte na produção de ovos.

Nos demais Estados nortistas, a performance do banco também foi significativa. No Pará, os investimentos alcançaram R$ 1,10 bilhão, um crescimento de 76,91% em relação ao ano Safra anterior, quando financiou R$ 622,96 milhões ao agronegócio. O resultado expressivo representou 41% do total aplicado no agronegócio no Estado, para onde foi destinado, por todos os bancos, um volume de R$ 2,71 bilhões.

No Acre, os valores investidos no Plano Safra 2018/2019 foram de R$ 117,93 milhões, resultado 59,51% maior do que no ano anterior, quando o Banco da Amazônia investiu R$ 73,93 milhões. A instituição foi responsável por 38% do total de R$ 251,84 milhões aportados no Estado pelas instituições financeiras. No Amapá, os investimentos alcançaram R$ 16,52 milhões, 56,07% a mais em relação ao Plano Safra anterior, quando os aportes foram de R$ 10,58 milhões. O volume aplicado foi 38% do total de R$ 43,31 milhões financiados ao agronegócio local por todos os bancos nesse Estado.

O desempenho do banco foi positivo, também, nos estados de Rondônia e no Tocantins. Em Rondônia, o agronegócio recebeu investimentos na ordem de R$ 984,82 milhões, valor 48,44% a mais do que ano anterior, quando o Banco da Amazônia aplicou R$ 663,44 milhões nesse Estado. Esse volume representou 34% dos R$ 2,87 bilhões injetados no agronegócio local. Já no Tocantins foram aplicados R$ 955,01 milhões, representando um crescimento de 23,56% em relação ao ano anterior, quando o banco aportou no lugar o equivalente a R$ 772,90 milhões. Esse valor representou 26% do total de R$ 3,72 bilhões carreados para a agricultura e pecuária local.

Banco oferece taxas competitivas ao mercado

Para quem quer fazer investimentos via Plano Safra 2019/2020, o Banco da Amazônia possui uma das taxas de financiamento mais competitivas do mercado. Os valores disponíveis são do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), principal recurso de fomento do Governo Federal para os municípios brasileiros localizados na região.


Para as operações de investimento de até R$ 16 milhões, com ou sem custeio associado, a taxa anual para os mini, pequeno e pequeno-médio empreendedores é de 5,62%, reduzindo a 5,43% para os que ganham bônus de adimplência por manterem suas operações em dia. Para os de médio porte com operações entre R$ 16 milhões e até R$ 90 milhões, a taxa anual é de 6,07% e de 5,81% com bônus de adimplência. Os empreendedores de grande porte, com operações acima de R$ 90 milhões, também têm taxas anuais atrativas: 6,51% e de 6,19% para quem pagar em dia o financiamento.

Os percentuais cobrados pelo banco nas taxas anuais para operações de custeio e de comercialização também são diferenciadas. Aos empreendedores de porte mini, pequeno e pequeno-médio, a taxa é de 5,75% e de 5,55% com bônus de adimplência. Para os de médio porte com operações entre R$ 16 milhões e até R$ 90 milhões, a taxa é de 6,25% e de 5,97% com bônus de adimplência. Já para os empreendedores de grande porte, com operações acima de R$ 90 milhões, as taxas são de 6,74% e de 6,38% com bônus de adimplência.

Para quem quer dinamizar seus negócios e possua atividades voltadas à ampliação, modernização, reforma e construção de armazéns, operações florestais, proteção ao meio ambiente, recuperação de pastagens e áreas degradadas, atividades sustentáveis, inovação tecnológica, a taxa anual é de 5,01% e, com bônus de adimplência, essa chega a 4,92%. E, para os agricultores familiares, as taxas são ainda mais atrativas. Para quem utilizar recursos do PRONAF, as taxas variam entre 3% e 4,6%. E, se os recursos vierem via Microcrédito PRONAF B), a taxa é de 0,5%. Todas essas taxas são pré-fixadas, mas os empreendedores podem optar, ainda, por taxas pós-fixadas. A escolha pode ser feita no momento da contratação junto ao Banco da Amazônia.

08/08/2019 - Banco da Amazônia destina R$ 4 bilhões para o crédito rural através do Plano Safra 2019/2020 Para Toda a Amazônia Legal.

No ano em que o Banco da Amazônia comemora 77 anos, a principal instituição financeira de fomento do Governo Federal no Norte do País anuncia os recursos disponíveis para o Plano Safra 2019/2020 a serem aplicados na região, com as melhores taxas do mercado e condições de financiamento para impulsionar, ainda mais, o setor do agronegócio. Serão R$ 4 bilhões para movimentar a economia regional de toda a Amazônia Legal, sendo R$ 500 milhões para o Programa Nacional de Agricultura Familiar – PRONAF e o restante para o setor de agropecuário. Os recursos atenderão do pequeno agricultor até o grande produtor rural.

Na região Norte, o Banco da Amazônia opera com os recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e para os estados do Maranhão e Mato Grosso, a instituição atuará com recursos do BNDES, LCA, ROB, Poupança Rural e outras fontes. Para quem for utilizar os recursos, as taxas de juros para a agricultura familiar variam de 0,5% ao ano até 4,6% a.a, demonstrando uma excelente oportunidade para alavancar os negócios do setor. Para os demais produtores, as taxas ficaram entre 4,92% a 6,38% a.a, de acordo com a renda agropecuária anual.

No que diz respeito ao Plano Safra 2018/2019, as contratações já superaram o volume de 3 (três) bilhões inicialmente anunciados para o período, com forte indicativo de resultado recorde em 2019, tudo isso considerando o cenário favorável para o agronegócio e a retomada da confiança pelos empreendedores  rurais, a procura pelo crédito rural aumenta a cada dia. Apesar desse aumento significativo na procura por financiamentos voltados à toda a cadeia do agronegócio, o Banco da Amazônia possui recursos suficientes para atender a toda a demanda de crédito rural da região norte, com as melhores taxas e condições do mercado, comenta Misael Moreno, Gerente Executivo de Pessoa Física do Banco da Amazônia.

Os interessados em adquirir os recursos anunciados podem acessar o aplicativo Simulador do FNO, que permite que os usuários simulem suas necessidades de crédito. O aplicativo está disponível nos sistemas IOS e Android para celulares, tablets e desktop. Os interessados também podem se dirigir a uma das agências do Banco da Amazônia. Informações pelo site www.bancoamazonia.com.br.

08/08/2019 - Aberta Oportunidade Para Renegociação de Dívidas Com o Banco da Amazônia

Continuam abertas as oportunidades para renegociar dívidas com o Banco da Amazônia. Para os inadimplentes da região Norte com operações do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), contratadas até 2011, há a chance de ganhar até 95% de desconto em juros e multas. O prazo é de até 30 de dezembro de 2019. Para os clientes inadimplentes no Maranhão e Mato Grosso, com operações da Carteira Comercial do Banco, os descontos podem ser de até 90%. A data limite para renegociar é 30 de setembro.

De acordo com o gerente de Administração de Crédito do Banco, Manoel Piedade, esta oportunidade está sendo realizada com base na lei 13.729, que alterou a lei 13.340. “No caso das dívidas do FNO, o cliente que renegociar terá carência até 2020. O vencimento da primeira parcela será em 2021 e o da última parcela para 30 de novembro de 2030”, explica. Ele acrescenta que em caso de pagamento das prestações em data anterior ao vencimento, o Banco concede bônus por adimplência.

“O Banco espera atingir um público de aproximadamente 180 mil clientes em toda a Região Norte. Somente no Pará, o Banco espera renegociar mais de 100 mil operações”, informou.

Segundo o diretor Comercial e de Distribuição do Banco, Luiz Sampaio, é público alvo da campanha as operações totalmente compensadas da Carteira Comercial ou Fomento, cujo valor líquido compensado é até R$ 300 mil, inclusive as que tiverem sido ajuizadas. “A liquidação à vista da dívida considera o tempo de atraso e valor líquido compensado de cada operação, efetivo prejuízo reconhecido nos resultados do Banco”, explicou o diretor.

Os interessados devem procurar as agências do Banco da Amazônia e conversar com a gerência.

Serviço:

Renegociação de Dívidas do FNO e Liquidação com FNO

Local: Agências do Banco da Amazônia

Sugestão de Entrevista: Manoel Piedade, gerente de Administração de Crédito do Banco.

Contatos: Assessoria de Imprensa do Banco da Amazônia (VER RODAPÉ).

05/08/2019 - Edital Público do Banco da Amazônia Oferta Mais De R$ 2 Milhões em Patrocínio Para a Região Amazônica

O Banco da Amazônia inicia a partir do dia 5 de agosto o período de inscrição para
recebimento de proposta para três Editais Públicos de Patrocínios. É uma
oportunidade para quem deseja receber patrocínio no ano de 2020. Poderão ser
inscritos projetos para a área social, cultural, esportivo, meio ambiente, exposições
Agropecuárias, feiras, mostras para o Espaço Cultural e para aqueles amparados pela
Lei Rouanet. O período de inscrições será de 05 de agosto a 20 de setembro de 2019,
sem possibilidade de prorrogação. O Banco vai destinar mais de R$ 2 milhões em
patrocínios para o próximo ano.

Os três editais são: de Patrocínios, de Pautas para o Espaço Cultural Banco da
Amazônia e de Chamada Pública de Projetos ao abrigo da Lei Rouanet. Desde 2010,
ano em que foi lançado o primeiro Edital de Patrocínios, o Banco já incentivou mais de
1.200 projetos em toda a região amazônica.

De acordo com o secretário executivo da Instituição, Alcir Erse, o Banco lança os
editais públicos para ampliar as oportunidades para todos os segmentos da sociedade
concretizarem seus projetos. “Dessa forma, buscamos cumprir com a missão do Banco
que é desenvolver a região de forma sustentável, favorecendo o acesso à cultura,
esporte e lazer em nossa área de atuação, que é a Amazônia Legal. Os projetos
contemplados deverão seguir estes quesitos”, informou.

Os interessados devem enviar seus projetos via Correios à Secretaria Executiva do
Banco da Amazônia, localizada na Av. Presidente Vargas, 800, 14º andar, bairro
Campina, CEP 66.017-901, mediante entrega ou postagem com A.R. (aviso de
recebimento).

Para esclarecimentos de dúvidas, o Banco disponibiliza o e-mail:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Serviço

Seleção Pública de Patrocínios do Banco da Amazônia
Data: 05 de agosto de 2019 a 20 de setembro de 2019
Informações: http://www.bancoamazonia.com.br/
Sugestão de Entrevista: Secretário Executivo do Banco, Alcir Erse.
Contatos: Assessoria de Imprensa do Banco da Amazônia – 4008-3491.

18/07/2019 - Novo Acesso ao Amazônia Online

Para garantir maior segurança no acesso dos clientes ao Amazônia Online, desde o dia 16 de julho de 2019, a forma de acessar o sistema mudou. O login do cliente está sendo feito em duas etapas e necessitará que o usuário confirme as iniciais do seu nome antes de informar sua senha.

Além de melhorar o acesso do cliente ao canal, essa mudança irá implementar a nova versão do plugin de segurança no Banco da Amazônia. Por isso, se algum cliente reportar que o Internet Banking gerou a mensagem “Falha no módulo de segurança”, basta solicitar que o mesmo reinicie o seu computador, que tudo será atualizado automaticamente e o acesso garantido.

08/07/2019 - Banco da Amazônia completa 77 anos

Principal agente financeiro de desenvolvimento regional, o Banco da Amazônia completa 77 anos no próximo dia 9 de julho. Para marcar mais um ano de existência, a instituição programou a realização de uma missa, a ser celebrada pelo Arcebispo Dom Alberto Taveira, na segunda-feira (8), às 18 horas, na Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré, com a presença do coral Vozes da Amazônia. E, na terça-feira, data do aniversário, ocorrerá a abertura da I Mostra Cultural dos Empregados do Banco da Amazônia, às 18 horas, no Espaço Cultural da instituição, localizado no edifício-sede, no centro de Belém. Com curadoria do artista plástico Emanuel Franco, a mostra “Uma poética interior” é composta de 21 obras, sendo 19 fotografias e duas pinturas elaboradas com a técnica de acrílico em caneta sobre tela e madeira. Com temas diversos, as obras trazem flagrantes de pura contemplação da natureza amazônica, da vida humana, da arquitetura histórica e das festividades locais. Criada para reconhecer os colaboradores do banco, a mostra integra o programa Revelando Talentos. “A exposição busca valorizar os nossos colaboradores, que fazem parte de tudo que construímos ao longo desses 77 anos, contribuindo para o avanço e o crescimento da região, cumprindo nossa missão, que é a de desenvolver uma Amazônia sustentável com crédito e soluções eficazes”, disse Valdecir Tose, presidente da Instituição.

FNO e Plano Safra 2019/2020

Com operações nos nove estados da Amazônia Legal e com um total de participação no crédito de fomento na região Norte de 63%, o Banco da Amazônia também está comemorando, neste ano, 30 anos de existência do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). Durante esse tempo, o FNO tem mostrado sua importância como um instrumento estratégico para a promoção do desenvolvimento econômico, social e ambiental da região. Nessas três décadas, o Fundo aportou R$ 45,7 bilhões na economia regional, em 702.821 operações de crédito, recursos que contribuíram para a realização de sonhos, aumento da produtividade dos empreendimentos, geração de novos postos de trabalho, elevação da arrecadação tributária e melhoria da distribuição de emprego e renda na região Norte. Mais da metade dos valores do FNO foram destinados a segmentos de menor porte, como mini, micro e pequenos negócios, além do produtor rural e agricultor familiar. Na semana passada, o banco anunciou recursos na ordem de R$ 4 bilhões para o Plano Safra 2019/2020, com taxas e condições de financiamento extremamente competitivas. Os valores disponíveis irão movimentar, ainda mais, o setor do agronegócio. Do total a ser aplicado, R$ 500 milhões são para o Programa Nacional de Agricultura Familiar (PRONAF) e o restante para o setor agropecuário. Os recursos atenderão do pequeno agricultor até o grande produtor rural.

Serviço: Missa

Local: Basílica Santuário de Nazaré

Data: 08 de julho de 2019

Horário: 18:00

Exposição “Uma poética interior”

Local: Espaço Cultural Banco da Amazônia - Av. Presidente Vargas, 800 – Belém/Pará

Data: 09 de julho de 2019

Horário: 18:00

Sugestão de Entrevistas: presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, empregados que participam da exposição.

26/12/2018 - Via Edital Público, Banco da Amazônia vai patrocinar mais de 100 projetos em 2019

Por meio dos Editais Públicos de Patrocínios, em 2019, o Banco da Amazônia vai patrocinar 112 projetos que abrangem os segmentos social, cultural, esportivo, ambiental e de eventos (feiras, congressos e exposições) dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. O valor destinado para patrocinar estes projetos será de R$ 2,55 milhões.

De acordo com o Secretário Executivo do Banco, Alcir Erse, neste valor está contido o apoio financeiro à cultura que a Instituição oportuniza por meio da Chamada Pública para a Lei Rouanet, que é de R$ 700 mil e, ainda, o quanto é destinado através do Edital de Pautas do seu Espaço Cultural que é de R$ 75 mil.

Ao todo, o Banco recebeu 751 projetos para o Edital de Patrocínios, sendo que o maior número foi do Pará, onde foram protocolados 332 pedidos. O segundo colocado em inscrições foi o Amazonas, com 107 projetos.

Segundo o coordenador de Patrocínios do Banco, Ewerton Alencar, a análise dos projetos inscritos levou em conta se o projeto apresentou compatibilidade entre as despesas e atividades necessárias à execução do projeto, ações inovadoras para a comunidade amazônica, melhores práticas de sustentabilidade e socioambientais e se estava em acordo com o Edital divulgado.

“Os projetos foram apresentados conforme os critérios dos Editais e avaliados por uma equipe técnica de comunicação do Banco. Agora, haverá a fase de homologação dos projetos, onde os selecionados deverão apresentar todas as suas documentações de acordo com o exigido no Edital”, informou o coordenador.

Os projetos para a realização de feiras e exposições têm suas ações alinhadas com o incentivo ao desenvolvimento do agronegócio regional, ao turismo, ao micro empreendedor individual, à indústria e a micro e pequenas empresas.

Os projetos culturais, incentivados ou não por Lei Municipal, são voltados à Literatura, Eventos Culturais, Música, Audiovisual e Artes Cênicas. Já os de cunho esportivo incentivam esportes olímpicos e paralímpicos. Os da área ambiental ou de cunho educativo são sobre sustentabilidade ambiental e os da área social se propõem a ações de promoção à inclusão.
A Chamada Pública para a Lei Rouanet 2019 é voltada à seleção de projetos culturais incentivados pela lei federal, com objetivo em contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional. Neste edital, o Banco da Amazônia contempla projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais) e música, sendo priorizados àqueles que apresentarem diversidade temática, multiplicidade de linguagens e, principalmente, qualidade artística.

O Edital de Pautas do Espaço Cultural, também denominado “Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais”, destina-se à seleção de projetos para serem expostos na galeria da Instituição, localizado em Belém. O Espaço Cultural completará 17 anos de existência em 2019 e é reconhecido pela classe artística regional e nacional como apoiador de projetos de artistas consagrados, mas também como formador de novas expressões regionais que tem sua arte admirada e reconhecida.

Os selecionados para expor no Espaço Cultural foram Maria Madalena Pinho com a mostra “Paisagens da Memória – Trajetórias de um olhar”, o qual terá fotografias de Geraldo Ramos; Elaine Arruda, com a exposição Mastarel; e Marcelo Silva, com o projeto “Chamando os ventos: Por uma cartografia dos Assobios”.

A relação completa dos projetos aprovados encontra-se no site institucional: http://www.bancoamazonia.com.br/index.php/edital-patrocinio-2019.

13/12/2018 - Banco da Amazônia promove ação de Natal neste domingo

Com o tema “Natal da Amazônia”, o Banco da Amazônia realizará no dia 16/12 (domingo), a partir de 8h30, uma grande programação cultural com música, teatro e muita diversão em frente ao edifício sede da Instituição. A ação é gratuita e tem o objetivo de oferecer ao público mais uma opção de lazer com qualidade e com valorização da cultura regional.

Durante o evento, haverá aula de ginástica e ritmos, show da cantora Joelma Kláudia, apresentação do Coral Vozes da Amazônia e do grupo de Teatro Paraense Cia. dos Notáveis Clowns e o cortejo dos personagens do Bosque Encantado de Natal para encerrar a programação de dezembro da Instituição.

Na ocasião, o público poderá realizar a doação de brinquedos novos e alimentos não perecíveis para a Campanha “Natal Solidário”. Todos os itens arrecadados serão destinados para instituições, carentes, previamente cadastradas no Banco.

 

CAMPANHA NATAL SOLIDÁRIO

Com o tema “Juntos, Movimentando o Amor”, os colaboradores do Banco da Amazônia iniciaram no dia 05/11, a Campanha Natal Solidário 2018 que consiste em uma competição entre as agências e gerências executivas da Matriz da Instituição para arrecadar brinquedos novos e alimentos não perecíveis a fim de serem doados a entidades da grande Belém e, tem objetivo atender pessoas que precisam de um incentivo a mais para sorrir.

Essa ação solidária é realizada desde 2004 e já arrecadou cerca de duas toneladas de donativos entre fraldas geriátricas, brinquedos, alimentos não perecíveis, livros, sapatos, lençóis e toalhas. E beneficiou mais de 1600 entidades, resultados que refletem o envolvimento e o comprometimento de todos os colaboradores, terceirizados, estagiários e parceiros para fazer o bem, dar esperança e promover alegria e felicidade.

De acordo com a coordenadora da Qualidade de Vida do Banco, Araídina Araújo, todos podem contribuir com a ação, fazendo doações em qualquer agência da Instituição ou na recepção do edifício-sede. “A expectativa para este ano é superar a quantidade arrecadada no ano passado e proporcionar um natal com mais amor e felicidade para essas pessoas”, disse.

.

26/12/2018 - Via Edital Público, Banco da Amazônia vai patrocinar mais de 100 projetos em 2019

Por meio dos Editais Públicos de Patrocínios, em 2019, o Banco da Amazônia vai patrocinar 112 projetos que abrangem os segmentos social, cultural, esportivo, ambiental e de eventos (feiras, congressos e exposições) dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. O valor destinado para patrocinar estes projetos será de R$ 2,55 milhões.

De acordo com o Secretário Executivo do Banco, Alcir Erse, neste valor está contido o apoio financeiro à cultura que a Instituição oportuniza por meio da Chamada Pública para a Lei Rouanet, que é de R$ 700 mil e, ainda, o quanto é destinado através do Edital de Pautas do seu Espaço Cultural que é de R$ 75 mil.

Ao todo, o Banco recebeu 751 projetos para o Edital de Patrocínios, sendo que o maior número foi do Pará, onde foram protocolados 332 pedidos. O segundo colocado em inscrições foi o Amazonas, com 107 projetos.

Segundo o coordenador de Patrocínios do Banco, Ewerton Alencar, a análise dos projetos inscritos levou em conta se o projeto apresentou compatibilidade entre as despesas e atividades necessárias à execução do projeto, ações inovadoras para a comunidade amazônica, melhores práticas de sustentabilidade e socioambientais e se estava em acordo com o Edital divulgado.

“Os projetos foram apresentados conforme os critérios dos Editais e avaliados por uma equipe técnica de comunicação do Banco. Agora, haverá a fase de homologação dos projetos, onde os selecionados deverão apresentar todas as suas documentações de acordo com o exigido no Edital”, informou o coordenador.

Os projetos para a realização de feiras e exposições têm suas ações alinhadas com o incentivo ao desenvolvimento do agronegócio regional, ao turismo, ao micro empreendedor individual, à indústria e a micro e pequenas empresas.

Os projetos culturais, incentivados ou não por Lei Municipal, são voltados à Literatura, Eventos Culturais, Música, Audiovisual e Artes Cênicas. Já os de cunho esportivo incentivam esportes olímpicos e paralímpicos. Os da área ambiental ou de cunho educativo são sobre sustentabilidade ambiental e os da área social se propõem a ações de promoção à inclusão.
A Chamada Pública para a Lei Rouanet 2019 é voltada à seleção de projetos culturais incentivados pela lei federal, com objetivo em contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional. Neste edital, o Banco da Amazônia contempla projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais) e música, sendo priorizados àqueles que apresentarem diversidade temática, multiplicidade de linguagens e, principalmente, qualidade artística.

O Edital de Pautas do Espaço Cultural, também denominado “Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais”, destina-se à seleção de projetos para serem expostos na galeria da Instituição, localizado em Belém. O Espaço Cultural completará 17 anos de existência em 2019 e é reconhecido pela classe artística regional e nacional como apoiador de projetos de artistas consagrados, mas também como formador de novas expressões regionais que tem sua arte admirada e reconhecida.

Os selecionados para expor no Espaço Cultural foram Maria Madalena Pinho com a mostra “Paisagens da Memória – Trajetórias de um olhar”, o qual terá fotografias de Geraldo Ramos; Elaine Arruda, com a exposição Mastarel; e Marcelo Silva, com o projeto “Chamando os ventos: Por uma cartografia dos Assobios”.

A relação completa dos projetos aprovados encontra-se no site institucional: http://www.bancoamazonia.com.br/index.php/edital-patrocinio-2019.

13/12/2018 - Banco da Amazônia promove ação de Natal neste domingo

Pessoas jurídicas interessadas no financiamento com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) para capital de giro, ganharam novo prazo máximo para pagamento. Com a publicação da Portaria Interministerial Nº 461, de 12 de novembro de 2018, na última sexta-feira, 30, no Diário Oficial da União, o prazo mudou de 18 para até 36 meses.

Pessoas jurídicas interessadas no financiamento com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) para capital de giro, ganharam novo prazo máximo para pagamento. Com a publicação da Portaria Interministerial Nº 461, de 12 de novembro de 2018, na última sexta-feira, 30, no Diário Oficial da União, o prazo mudou de 18 para até 36 meses.Com relação ao limite para capital de giro associado a investimento, foi alterado de até 25% para até 1/3 do valor do financiamento.

De acordo com o gerente de Produtos do Banco da Amazônia, José Alex Aires, essa medida vem ao encontro da necessidade das empresas, considerando que o capital de giro é fundamental para o ciclo de produção das empresas. “Os interessados devem procurar as agências do Banco, pois essas vantagens já estão disponíveis”, informou

30/11/2018- Banco da Amazônia realiza programação de natal neste domingo

Dezembro, mês de alegria e tradição. De amor e solidariedade. Mais um natal se aproxima e o Banco da Amazônia como grande incentivador da cultura e atuação voluntária, realizará no dia 2/12 (domingo), a partir de 8h30, uma grande programação cultural com o tema “Natal da Amazônia”, com música, teatro e muita diversão em frente ao edifício sede da Instituição.

A ação é gratuita e tem como objetivo oferecer a população um espetáculo cultural, com aula de ginástica e ritmos, show do cantor Arthur Espíndola, apresentação do Coral Vozes da Amazônia e do grupo de Teatro Paraense Cia. dos Notáveis Clowns, com o Auto de Natal.

Na ocasião, o público presente poderá realizar a doação de brinquedos novos e alimentos não perecíveis para a Campanha “Natal Solidário” e todos os itens arrecadados serão destinados para instituições, carentes, previamente cadastradas na Instituição.

CAMPANHA NATAL SOLIDÁRIO

Com o tema “Juntos, Movimentando o Amor”, os colaboradores do Banco da Amazônia iniciaram no dia 05/11, a Campanha Natal Solidário 2018 que consiste em uma competição entre as agências e gerências executivas da Matriz da Instituição para arrecadar brinquedos novos e alimentos não perecíveis a fim de serem doados a entidades da grande Belém e, tem objetivo atender pessoas que precisam de um incentivo a mais para sorrir.

Essa ação solidária é realizada desde 2004 e já arrecadou cerca de duas toneladas de donativos entre fraldas geriátricas, brinquedos, alimentos não perecíveis, livros, sapatos, lençóis e toalhas. E beneficiou mais de 1600 entidades, resultados que refletem o envolvimento e o comprometimento de todos os colaboradores, terceirizados, estagiários e parceiros para fazer o bem, dar esperança e promover alegria e felicidade.

De acordo com a coordenadora da Qualidade de Vida do Banco, Araídina Araújo, todas as pessoas podem contribuir com a ação, fazendo doações em qualquer agência da Instituição ou na recepção do edifício-sede. “A expectativa para este ano é superar a quantidade arrecadada no ano passado e proporcionar um natal com mais amor e felicidade para essas pessoas”, disse.

Serviço:

Programação “Natal da Amazônia”
Datas: 2 de dezembro de 2018
Horário: Das 8h30 às 11 horas

Local: Avenida Presidente Vargas, 800, na frente da sede do Banco da Amazônia (esquina com a Travessa Carlos Gomes)

Informações: 4008-3507 / 4008-3491 – 98822-4580 – Alcilene Costa e 98758-0816 – Cláudia Aguilla

28/11/2018 - Banco da Amazônia recebe VII encontro de corais de Belém

Nesta quinta-feira (29), às 18h30, ocorre o VII Encontro de Corais da Cidade de Belém, uma promoção da Associação Vozes da Amazônia, com o patrocínio do Banco da Amazônia, via Lei Rouanet. Aberto ao público, o evento será realizado no auditório Rio Amazonas, na sede da instituição financeira.

Nesta edição, o Encontro contará com a participação do Coral Vozes da Amazônia, Coral Cristais do Bolonha, Coro Carlos Gomes, Coro Infantil Amiguinhos de Jesus, Grupo Vocal Cantores Contemporâneos e Madrigal Allegro. No repertório dos grupos, músicas sacras, eruditas, populares e cantatas de Natal.

“O encontro é uma forma de festejar, confraternizar e dar visibilidade a outros corais da cidade. Precisa-se conhecer mais desse trabalho musical, que encanta a todos que têm a oportunidade de apreciar as apresentações. Também é um momento para troca de experiências entre os grupos e de aprendizagem”, relata a coralista Rosário Travassos, uma das coordenadoras do Vozes da Amazônia.

A programação é gratuita e o público terá acesso ao local da apresentação a partir das 18 horas. A sede do Banco da Amazônia está localizada na avenida Presidente Vargas, nº 800, no bairro da Campina.

SERVIÇO

VII Encontro de Corais da Cidade de Belém - Entrada Franca
Data: 29/11/2018
Horário: 18h30
Local: Auditório Rio Amazonas - Sede do Banco da Amazônia
(Avenida Presidente Vargas, 800 - Campina) – Belém/Pará

SECRETARIA EXECUTIVA (SECRE)

Alcir Bringel Erse - (91) 4008-3510

 

COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO (COMUN)

Ruth Helena Lima - (91) 4008-2782

 

TELEFONE CORPORATIVO

(91) 98568-7003

Horário de Atendimento: 8h às 18h de Segunda à Sexta-Feira 


JORNALISTA / ANALISTA DE COMUNICAÇÃO

Alcilene Costa (91) 4008-3491 / 3444

SOLICITAÇÕES DA IMPRENSA

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Confira as notícias no site anterior do Banco da Amazônia , clique aqui.

CONTATO

  •    Av. Presidente Vargas 800

  •    Telefone (Geral): 4008-3888
       

  • Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC)

       - Telefone: 0800-727 72 28   
       - Telefone: 0800-721 18 88


    Ouvidoria:   
    - Telefone: 0800 722 21 71

    Help Desk do Amazônia Online   
    - Telefone: 0800 280 3595

REDES SOCIAIS

- Facebook

- Youtube

- Instagram